BIŌNTE® QUIMITŌX® reduz os níveis de amônia (NH3), minimizando os seus efeitos negativos na produção animal

Como bem documentado pelas autoridades da UE, as emissões industriais (como o óxido de nitrogênio, o amônia (NH3), o mercúrio e o dióxido de carbono) são poluentes encontrados no ar, na água e no solo, provenientes da agricultura e da gestão da água. Esses elementos podem causar efeitos nocivos aos animais e humanos, como asma e bronquite, câncer, hipertensão, infarto e acidente vascular cerebral.

Na Europa, cerca de 75% das emissões industriais são caracterizadas pela poluição por NH3, que provém principalmente da produção pecuária (Wyer et al., 2022). Quando os animais consomem proteínas, produzem ácido úrico, que é posteriormente convertido em NH3. Vários fatores estão envolvidos no aumento da produção de NH3, como pH, temperatura, teor de umidade, tipo de cama, idade das aves, idade dos dejetos, umidade relativa e taxa de ventilação (VR). 

Altos níveis de NH3 podem ter um impacto negativo na saúde e na produção animal. As espécies avícolas parecem ser as mais sensíveis a este composto. Na verdade, muitos estudos têm demonstrado a correlação entre este gás e graves irritações respiratórias e cutâneas em aves, resultando em pododermatite, queimaduras nos jarretes e bolhas nos seios (Nagaraj et al., 2007). Além disso, os níveis de NH3 estão frequentemente relacionados com a qualidade do ar interior, uma vez que refletem as condições das instalações e de ventilação.

Alguns estudos têm demonstrado que as emissões de NH3 podem ser reduzidas através do equilíbrio das dietas e da utilização de nutrientes. Por exemplo, a inclusão de argilomineral para controlar a produção de NH3.

A inclusão de argila na dieta pode melhorar os processos de digestão e absorção de nutrientes, promovendo o desempenho dos animais de produção (Safaei et al. 2014). Além disso, devido às suas cargas elétricas, tem a capacidade de reduzir a exposição de micotoxinas presentes nas rações (Subramaniam et al 2015).

A BIŌNTE® realizou uma prova in vitro para avaliar a capacidade de adsorção de NH3 do BIŌNTE® QUIMITŌX®, produto que contém material adsorvente tecnicamente selecionado.

BIŌNTE® QUIMITŌX®: um agente antimicotoxina de alta qualidade que também adsorve NH3

BIŌNTE® QUIMITŌX® é um aglutinante de micotoxinas eficaz, de amplo espectro e de ação rápida, contendo material adsorvente tecnicamente selecionado. Além disso, é um produto seletivo que não adsorve nutrientes essenciais aos animais como vitaminas e aminoácidos.

Para verificar a sua eficácia contra a produção de NH3, realizamos um estudo in vitro, em colaboração com a Universidade de Valência (Microlab Biotech). Cromatografia líquida de alta pressão com espectrometria de massa em tandem (HPLC-MS/MS) foi utilizada para a avaliação.

Conforme mostrado na Figura 1, BIŌNTE® QUIMITŌX® apresentou 34,1% em pH 3 e 38,1% em pH 7.

Figura 1. Capacidade in vitro do BIŌNTE® QUIMITŌX® de adsorver NH3

Estes resultados mostram como o BIŌNTE® QUIMITŌX® (figura 2) reduz os níveis de NH3. Consequentemente, melhora a qualidade da cama e, ao mesmo tempo, evita a incidência de lesões nas pernas e pododermatites, bem como infeções respiratórias e outras doenças. Estas consequências foram observadas em ensaios de campo após o uso de BIŌNTE® QUIMITŌX® em granjas.

Figura 2. Efeitos de BIŌNTE® QUIMITŌX®

Conclusões

BIŌNTE® QUIMITŌX®, solução antimicotoxinas, tem demonstrado uma ação múltipla: Adsorve NH3, prevenindo o desenvolvimento de pododermatites, queimaduras nos jarretes e bolhas nos peitos, frequentemente observadas em espécies avícolas. E, ao mesmo tempo, minimiza os efeitos negativos das micotoxinas.